Feliz dia do artesão! (ainda dá tempo?!)

segunda-feira, 19 de março de 2012

Quando recebi o convite da Gianini pra fazer parte do • Nó Francês •, duas coisas tocaram bastante esse meu coração de manteiga: a confiança depositada e a data escolhida! 

Hoje é dia do artesão! 


Comemoração que, a meu ver, tem muito mais significado implícito do que "simplesmente" celebrar uma atividade laboral.
Ser artesão (ou crafteiro, como queiram) é trabalhar profundamente em todos os sentidos porque te dá condição de exercitar a criatividade e a alma!! Pra sê-lo, não precisa saber técnicas de manejo de botões complicados, nem ter título de doutor... mas é necessário ser Phd nas "coisas do coração".

Todo o trabalho é desenvolvido sem fórmulas intrincadas e métodos mirabolantes. Pode ser feito em qualquer tempo e lugar! A "matéria prima" é moldada com as ferramentas da alma. 
Não falo aqui do artesanato adulterado pelo capitalismo. Vou ao encontro do aprender constante, do culto à própria identidade. Do desenvolvimento das habilidades manuais e intelectuais. Filosofo...
Nem todo mundo consegue priorizar a beleza do simples. O tempo falta, e é bem mais rápido procurar algo que otimize "esse tempo tão escasso". Não se enxerga mais a pequena flor brotando no vasinho "perdido" no jardim, nem se sente mais o gosto da comidinha caseira (ou se engole como pato, ou nem em casa se come)... 

Máquinas de costura "são coisas da vovó" e tricô é "coisa de gente que não tem o que fazer"?!
Essa cegueira não deixa ver que o artesanato tem, sim, o seu destaque social (e cada vez mais nos dias de hoje): promove a cultura, a educação e gera renda. Tem efeitos curativos, humaniza e aproxima

Costumo dizer que produzir algo (qualquer que seja; de costurinhas a pequenas reformas em casa, no meu caso) é minha oportunidade de transferir boas energias com o prazer na arte do fazer à mão. E eu sou tão feliz por isso!!!

Celebremos o carinho dedicado em cada pedacinho de pano e em cada linha cuidadosamente passada! Lembremos dos dedos furados e da dedicação e empenho empregados até o produto final! Esqueçamos as "amarras" da evolução e da produção industrial em massa e resgatemos, nem que por instantes, os tempos em que "ter tudo" não era tão fácil assim... 



Muito prazer, meu nome é Marcele Leite e, a partir de agora, estarei aqui com vocês!

Postado por:

7 comentários:

Vanessa Maurer 19 de março de 2012 20:27  

Eeeeeeeeeeee que legal Marcele! Seja benvinda a equipe do Nó Francês querida... lindo texto! Beijocas

Fernanda 19 de março de 2012 21:01  

Lindona!
Suce$$ooooo!!!!
Bjs, Fê

Gislene Ellery 19 de março de 2012 21:22  

Bem vinda! Amei seu texto! É bem por aí mesmo!
Um beijo e sucesso pra vc!!!
=)

Mara Porto 19 de março de 2012 21:39  

Que legal Marcele, adorei o que escreveu, bjs.

Elô - Pedaço de Amor 19 de março de 2012 22:54  

Adorei vc por aqui!!! Amei o texto!

Tereza Leite 20 de março de 2012 13:19  

Tenho certeza que irão gostar do que você vai trazer pra cá. Parabéns!

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Início